Outra Estrela No Céu

O tempo passou e não consigo habituar-me à ideia de que acabou. A minha mente não associou que foste e que não voltarás. Estranhamente, escrever sobre a morte foi fácil anteriormente mas agora que a vivienciei é tão difícil encontrar as palavras certas para organizar os pensamentos. Na minha cabeça era apenas um pesadelo do qual ia acordar e ia suspirar de alivio. Não foi. Não sei como me sentir porque simplesmente tenho feito de tudo para não pensar em ti naquele caixão. Não eras tu: a tua face não estava tão redonda como aquela criatura que estava deitada naquela caixa. Sempre me disseram que eras um bom homem e eu acredito que sim, a igreja estava repleta de pessoas e lá fora ainda mais. Vi tanta gente naquele espaço desagradável, nunca pensei ser possível uma imagem assim. Desculpa se te estou a desiludir por me lembrar de ti e chorar mas não consigo evitar. Sei que estás melhor aí em cima, a iluminar os terráqueos e o seu deambular, mas dói na mesma saber que o solo te engoliu de vez e que afinal isto é a realidade. Vi a terra a ser deitada por cima de ti e foi quando caí em mim: partiste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt