Ser quem queremos encontrar

Num mundo cheio de pessoas usando máscaras, encontra-se mais depressa o impulso de encontrar alguém para nos completar do que encontrar o que falta de nós mesmos. Vive-se nesta ideia utópica que é com outra pessoa que iremos ser feliz e abandona-se a realidade de que enquanto não estivermos satisfeitos connosco mesmos, outras relações podem muito bem ir por água abaixo. É tão bom enumerar todas as qualidades que se quer encontrar na tal pessoa que irá fazer o nosso mundo radiar de energia e de felicidade quando não perdemos tempo o suficiente em melhorar quem nós somos. Seres imperfeitos, incompletos, com tanto ainda por descobrir e aprender, tem-se a tendência de procurar a melhor pessoa de todas ao invés de sermos a melhor pessoa. Se não consegues estar sozinho, se tens a necessidade constante de estar com alguém romanticamente, então algo se passa. A futilidade de querem estar com alguém só para terem likes ou para serem goals de jovens virou uma cultura prezada por muitos. Os contos clássicos querem criar esta concepção de que só se é realmente feliz quando se encontra o príncipe encantado. Não. 
Nós é que temos de ser os nossos próprios príncipes e princesas. A princesa não precisa de um príncipe para a salvar, e vice-versa. Temos de ser quem queremos encontrar. É a única maneira de não depender dos outros para ser feliz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt