📷 168h em fotografia - semana 43.

21 - 28 Outubro 2017.
 
          No sábado acabei milk and honey - MELHOR LIVRO DE SEMPRE. Foi uma prenda de anos (e um livro que queria ler há imenso tempo) e foi, sem dúvida, uma das motivações e inspirações para continuar a escrever e editar o meu livro. Talvez faça uma review do livro (se bem que sou péssima a dar opiniões sobre algo, por muito que goste). Foi um misto de emoções a ler este livro porque o livro em si são muitas emoções juntas. 
       No domingo tive de trabalhar de tarde e recebi a notícia de que fui aumentada. Nem me importei de ter passado a tarde a limpar pó, basicamente. 

  
          Segunda, descobri que eu estava no futuro já que era dia 21 mas o relógio de um dos edifícios da minha universidade afirmava ser dia 9 de outubro. Não é só o Doctor Who que vai para o futuro. Tive positiva a alemão. Eu não sei como os testes me correm até ter a nota e saber que consegui o primeiro teste de alemão foi um bom momento para mim. 
          Terça percebi que o meu cão é um sapo. Ele deita-se para receber um ossinho, mas desta vez amuou por algum motivo e ficou assim. Talvez tenha deixado o passe em casa e tivesse de voltar para trás para o buscar (ups).
          Quarta feira foi basicamente correr para o autocarro de manhã (como todas as restantes manhãs) e chorar em alemão.
          Apresento-vos a demonstração das quintas-feiras: nada. A professora olha para o teto e o meu tempo de atenção é muito limitado. Esta jovem ruiva é o tipo de pessoa que me acompanha nas minhas faltas de atenção (também é um bocado tone, mas isso aguenta-se). Ela tem sido a minha rocha, honestamente. Não sei como conseguia sem ela.
Foi a aula que soube quem andava a ver porn, que descobri como meter o texto e os bonequinhos dos instastories a mexerem-se juntamente com a imagem e percebi que sou devia aplicar-me a estar atenta. 


          Sexta feira: greve. Não sei porque é que as greves têm de calhar sempre à sexta, mas como não sabia se tinha autocarro de ida e de volta, fiquei em casa. Soube-me pela vida ter este diazinho para mim. PELA VIDA. Apesar de me ter sentido mal por ter faltado a linguistica inglesa quando finalmente tinha preparado o estudo para a aula.
Admito que, por alguma razão, senti-me um pouco sozinha. Acho que ir à universidade é das poucas maneiras de sentir que o meu dia está completo, não sei explicar. Tenho andado sem vontade de estudar, falar com pessoas, socializar fora do meu grupo de amigos e, ainda assim, custa. Dá uma perguiça de ter qualquer interação humana além da ruiva e do pessoal da minha turma. Ando um pouco desconectada de tudo e não há motivação nenhuma para, realmente, esforçar-me a fazer algo minimamente produtivo para mim e para a minha alma.
Já à noite, The Good Doctor fez-me chorar, como sempre. É uma série que tem chamado imenso a minha atenção por terem juntado dois transtornos no mesmo personagem, a forma como os esteriotipos são subjugados e interpretados. Apenas maravilhoso.


          Tenho reservado os sábados para coisas calmas, relaxantes, criativas. De manhã estive a atualizar-me numa novela que me tem chamado atenção: A Herdeira. Não sou muito de novelas porque certas reações das personagens são demasiado falsas e exageradas para eu ter paciência para ver isso. No entanto, esta novela é uma das poucas que eu gosto. Tem falado de assuntos como xenofobia, racismo, o poder dos ricos, a maneira como se é manipulado pelos quarteis de drogas (ou outra coisa qualquer). As personagens tem as suas diferentes camadas de personalidade, não sendo personagens planas (só boas ou só más). Numa história interessa-me como a representação de alguém é feita porque há muito a mania de criar uma ideia apenas numa só personagem e isso não acontece na vida real. 
           De tarde tentei adiantar algum estudo, nomeadamente acabar de ler uma peça de teatro alemão: Emilia Galotti. Não sei se foram as novelas mexicanas que se inspiraram no teatro alemão ou vice-versa, mas são bastante estranhos. Fiz uma pergunta de sim ou não sobre o teatro ao meu professor e ele respondeu-me com spoilers. Chorei? Chorei. O importante é que respondeu ao email.
Fiz panquecas de chocolate - souberam-me pela vida.
              A noite deixei para me atualizar em Supergirl, uma das minhas séries favoritas. A Kara é tão fofinha que me faz querer abraça-la e protegê-la do mundo.

Espero que tenhas tido um boa semana, 
rainofwords.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt