✿ vidas imaginárias.


Estava a ver a youtuber Lavendaire quando me deparei com um vídeo diferente. A criadora falava de cinco vidas imaginárias, como se fossem cinco universos paralelos que ela gostava que existissem. Decidi, então, imaginar a minha própria vida além de ser uma estudante de línguas e literaturas. O que seria eu se não fosse eu?

1. Médica (Legista)
Não me perguntem porquê mas as ciências sempre me fascinaram. Eu era bastante má na escola, mas adorava ver documentários e pesquisar um pouco mais sobre certos assuntos. Devo admitir que no verão estava com o meu namorado no carro a ir para casa e dei por mim a procurar as leis de Newton - fiquei a perceber melhor do que quando as aprendi em aulas. Além disso, sempre tive uma tendência natural e inconsciente de querer ajudar as pessoas. Ser médica permitia-me fazer exatamente isso de uma maneira imediata. Ser médica legista deixa-me dar a paz de quem partiu para poder dizer exatamente como partiram. Talvez possa culpar Ghost Whisperer e Body of Proof. 

2. Psicóloga Criminal/Psiquiatra
Isto vem por causa do meu interesse constante da mente humana. Não me chamem maluquinha mas a mente de um psicopata, de um doente mental é tão interessante! Perceber o porquê de serem diferentes, o porquê de serem como são. Tive uma cadeira chamada Personalidade e Crime e só aguçou o meu interesse por estas carreiras.

3. Cientista de Linguagem Corporal
Isto ainda se enquadra, mais ou menos, na vida anterior: a minha curiosidade pelo ser humano não acaba. Aquela famosa série Lie to Me inspirou-me para querer saber mais dos porquês de alguém mentir, de como mentem. Não só: a maneira como reagem a certos estímulos, como conseguem manipular as pessoas. É um outro mundo, na minha opinião.

4. Astrónomo
Quem não quer viver para falar sobre as estrelas, os planetas, a vida além do nosso planeta? Acho tão fascinante o pensamento de não estarmos sozinhos neste mundo. Além de que os planetas e as estrelas parecem-se como pessoas à espera que as convidem para entrar no jogo, ali a chamar por nós, para conhecê-los verdadeiramente. Eu não sei, sempre achei intrigante.

5. Atriz/Diretora/Música/Escritora
Isto é o óbvio, claro. O meu lado "criativo" espera sempre que uma destas carreiras sejam reais pois apenas quer existir para sempre. Sempre achei desafiador e divertido usar a criatividade como forma de viver ainda que o medo se apodere de mim. Atriz porque podia ser milhares de personagens, encarnar personalidades distintas e complexas. Diretora porque podia criar obras de arte visuais, transmitir emoções através de imagens. Música porque podia inspirar as pessoas com as minhas obras. Escritora porque podia meio que juntar todas as razões anteriores numa só. Devo admitir que, de todas as opções, esta parece a que tem a minima chance de acontecer. Veremos.

Imagina-te a viajar pelos diversos universos paralelos, quem querias ser?

2 comentários:

  1. Eu acho que também quero ser um pouco de tudo, quero aprender sobre tudo, fazer um pouco de tudo e não apenas uma coisa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca consegui ter mente para apenas uma coisa. Estou no curso que estou porque muitas variáveis me levaram a isto porque eu tinha muita coisa em mente. Há vários e diferentes pedaços de mim que existem e não há como os calar.

      Excluir

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt