✿ mudar de atitude.

               Não tenho feito o post semanal de 168h porque realmente não tenho feito nada de interessante além de ir ao cinema, estar com o meu namorado e estudar. Numa das minhas pausas de estudo estava a passar pelo meu feed do twitter e vi imensos posts sobre a mesma coisa.
Estamos prestes a entrar num novo ano e há esta expectativa de que vai tudo mudar, vai tudo ser melhor, todos os objetivos estabelecidos para os conquistar. A questão é que um novo ano não vai trazer absolutamente nada de bom para a tua vida se não lutares por isso. Não quero parecer negativa, mas vejo muita gente dizer que quer x e y e, no entanto, não faz nada para ter isso. Toda gente está pronta para mudar de ano mas nunca prontos para mudar de atitude. Atrai-se o que se pensa.
                       Desde 2016 que vejo por toda a internet, twitter, tumblr, facebook, youtube, as pessoas a queixarem-se que o ano delas foi bastante mau e, no ano seguinte, continuam com a mesma história.
É fácil ficar sentado no sofá à espera que algo de bom aconteça, eu sei disso. Já fui assim. Estava tão farta de tentar fazer algo de diferente e não resultar que deixei de tentar. Ficava apenas à espera que o destino fizesse algo de bom por mim como se me devesse algo. Até que me fartei de esperar. O destino não me deve nada se eu não fizer nada para o merecer. Tentei novamente. Tentei sempre. E deu resultados. 
                       Então, hoje é o penúltimo dia do ano de 2017 e sinto-me feliz com quem sou. Mudei imenso, mudei mesmo muito. Posso dizer que a mudança começou no secundário, mas a mais extrema tem sido desde que entrei na universidade. Sinto uma confiança em mim que não achava ser possível. Entrei em paz comigo mesma durante estes últimos anos. Percebi que posso amar e não ser amada, que nem toda gente vai gostar de mim e não há nada que possa fazer, que no final sou eu que vou lá estar para mim então DEVO tratar-me bem. Há muitas outras coisas que aprendi e pelas quais estou extremamente grata. 
                       Ontem decidi arriscar com um novo corte de cabelo. Há um ano que dizia que queria cortar o cabelo para doar, há um ano que dizia que ia pintar de roxo. O roxo ainda não é possível, talvez para a próxima semana. No entanto, o corte está presente, assim como o loiro. Não sei porquê exatamente, mas eu precisava de uma mudança. Não por ser final do ano, isto era algo que eu já queria fazer há muito tempo. Eu precisava de algo de diferente, estava cansada do mesmo cabelo comprido (apesar de o adorar). Recebi imediatamente imenso comentários positivos a dizer que me ficava mesmo bem e que escolhi bem o que fiz com o cabelo. Recebi um comentário mau, de uma pessoa que me é próxima sobre o meu novo estilo. Eu sabia que ia reagir mal ao corte, mas não esperava o que me disse. Deitou-me muito abaixo, não vou mentir. Não pela sua opinião, pela maneira como o disse e por ser quem é. Bastou um comentário negativo para me deitar abaixo. Enfim. 
                       Eu percebi que não posso controlar a forma como falam, mas posso controlar a forma como reajo. Foi isso que fiz. Ainda dói um bocadinho, não vou mentir. No entanto, eu adorei como o cabelo ficou e o que importa é se eu gosto porque o cabelo é meu. Da mesma maneira que não gostava da cor do meu cabelo antes, e nos últimos anos adorava. Da mesma maneira que não gostava de ser tão emotiva, mas comecei aceitar que o sou. Da mesma maneira que não gostava das rugas que apareciam na minha cara quando sorria e agora adoro. Mudei de atitude. 

Espero que tenham um bom ano. Sejam felizes, sejam vocês. 

Um comentário:

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt