✿ um desabafo sem sentido.

Honestamente, dói. Não sei bem o quê, apenas dói cá dentro. A cabeça, o coração, os pulsos, alguma coisa dói e eu não sei o quê. Dá uma vontade de chorar porque eu não sei o que dói e quando penso na dor, parece que existe mil e uma dores antigas para chorar por elas.
Não faço a mínima se estou a fazer sentido, eu só quero desabafar sobre o que sinto mas não o consigo fazer a alguém específico porque estou cansada de julgamentos. 
Tenho medo de voltar ao meu estado antigo, aquele ser sozinho e triste que não sabia como viver. Esse medo está a crescer cada vez mais e, com ele, mais pedaços de quem era cresce também. Talvez seja da minha cabeça, como tudo sempre o é. É sempre tudo da minha cabeça, até ao momento que não o é. E se, desta vez, não é?
Voltaram os momentos em que duvido de mim mesma - constantemente. Nunca parei de duvidar, na verdade, mas eram menos frequentes. Nunca fui suficiente, só o tenho de aceitar, certo? Ou talvez seja mais que suficiente só que não o veem, certo? Mas são tantas as vezes que a mesma coisa acontece que parece ser mesmo culpa minha. A culpa é minha de não ser suficiente, sempre será minha.
Desta vez não há personagens para te esconderes por detrás para falares aquilo que sentes. Há apenas tu e o teu coração a transmitir, a tua mente a baralhar, os teus olhos a esbordar. Não tens como fugir do que sentes porque, como podes ver, sempre volta para te assombrar. Habitua-te. A tua vida não é aquela história que criaste com os amigos a fazerem surpresas fofas, ou a rapariga a ser surpreendida pelo rapaz todos os dias. As pessoas não vão estar sempre lá para te dar o que precisas, têm a sua própria vida.
Para de te comparar aos outros ou àquilo que tu imaginas eles serem. Só porque o namorado publica um texto enorme sobre aquela rapariga que tu segues, não quer dizer que eles estejam mesmo bem. Só porque X faz uma publicação dedicada à sua amiga, não quer dizer que elas sejam realmente amigas. Sim, tudo isso é bonito e desejas que te aconteça, mas pode não ser genuíno. A apreciação da tua vida feita por aqueles que metem gosto não devia ser algo que tu queiras, ainda que faças parte das redes sociais.
De nada te adianta lamentares o que os outros pensam de ti, mesmo que não seja verdade. Não és suficiente? Habitua-te. Não tens atenção? Habitua-te. Não és quem querem que sejas? Habitua-te. Insultam-te mesmo não te conhecendo? Habitua-te. Dás mais de ti do que recebes? Habitua-te. Habitua-te enquanto tens tempo porque depois dói demasiado quando acontece. Ou talvez já seja demasiado tarde para isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt