☂ não entrei no mestrado. e agora?

        Então, eis o que se passa: não entrei no mestrado. É difícil admitir isso. Muito, apesar de já se ter passado uns dias desde que soube da resposta. É chato porque era algo que eu realmente estava interessada e era o único curso que me chamava atenção. Era realmente aquilo que eu queria seguir e gostava de ter estudado como licenciatura se tivesse média para tal. E volto eu, ao mesmo problema quando acabei o secundário: e agora? A primeira fase não me aceitou, nem vale a pena seguir para segunda.
        As mudanças mudam e não há como prevê-las, todos sabemos disso. Por muito que te prepares para uma certa situação, não há como sabê-la antecipadamente. Algo tanto pode correr bem como mal, 50% de hipóteses cada, e achas que uma tem mais chances de acontecer do que outra, mas estás errada. Eu estava com esperanças de entrar, e correu mal. Havia um bichinho a dar-me incentivo, não me perguntem porquê e criou-me expectativas. Desiludi-me, sim, mas não foi o fim do mundo. Acontece. É triste? Sim, mas posso sempre voltar a tentar uma e outra vez, ou até entender se é realmente isso que quero.
        Não entrei no mestrado; e agora? Não sei. A verdade é que não sei mesmo. E pensava que estaria bem pior por não saber visto que andava preocupada com o facto de não entrar no mestrado. Pararei um ano para fazer (possivelmente) cadeiras do mestrado e melhorias, juntar dinheiro e trabalhar no meu livro/blog. Eu gostava de continuar a estudar alguma coisa e a continuar a tentar isto de "ser" criadora de conteúdo. Honestamente, é isto que me vejo a fazer no futuro, se me for possível. Acho que o facto de não estar muito mal por não ter entrado é exatamente porque estou a ver este ano como um ano de me melhorar e de encontrar uma maneira de seguir os meus sonhos por um caminho diferente.
          Vi um vídeo da Bumba na Fofinha a falar sobre a vida e o tempo que temos para tudo. Ela disse algo como "O que é um ano em tantos outros?" e isso deixou-me a pensar imenso. Realmente, o que é esperar um ano para alcançar algo - parece imenso tempo, mas acaba por ser pouco ao ver as coisas pela escala grande. Foi esta pequena frase que me pôs de consciência tranquila, por assim dizer. Se parar um ano para me dedicar a mim, não vai acontecer nada de mal. Aliás, apenas acrescenta coisas boas à minha vida porque tudo é uma experiência e serve para aprender.
            No final, ficará tudo bem, mesmo que demore um pouco mais a chegar aos meus objetivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt