✒ processo de eliminação.

Usar o processo de eliminação para descobrir quem sou. Aquilo que eu não sou é o que me vai ajudar a descobri o que sou, quem sou, o que quero, o que preciso. Será isto verdade? Talvez seja, talvez não seja. A verdade é que é difícil saber quem se é. É difícil conseguir definirmo-nos através de palavras sem parecer egocêntrico ou convencido - confunde-se, muitas vezes, confiança naquilo que não somos com estas qualidades. Há aquela pressão de saberes imediatamente aquilo que és, tens de saber aquilo que gostas sem antes teres experimentado suficientemente bem, tens de escolher o teu futuro com apenas 16 anos. Dizem que mudamos de 7 em 7 anos, eu acho que se muda todos os dias, ainda que pouquinho. Não se sabe o dia de amanhã, não sei o que vem no próximo ano. As minhas ideias, as minhas crenças, as minhas vivências podem e irão mudar, é a lei da vida. Erros serão cometidos, lágrimas irão cair pela tua cara, dores internas e externas irão existir - acontece. E está tudo bem com isso. É o que acontece quando se está a crescer e a perceber quem não se é.
Este vídeo deve ser visto por toda gente, desde pré-adolescentes a adultos. Foi o que me inspirou a escrever isto e, honestamente, era o que estava a precisar de ouvir e escrever para me relembrar todos os dias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt