◍ o quebra-nozes e a maravilha da disney.

(foto retirada da internet)
Género: Aventura 
Data de estreia: 31/10/2018 
Título Original: The Nutcracker and the Four Realms 
Realizadores: Lasse Hallström & Joe Johnston 
Actores: Mackenzie Foy, Keira Knightley, Matthew Macfadyen  
País: EUA 
Ano: 2018 
Duração (minutos): 100
Música composta por: James Newton Howard
Produtora: Walt Disney Pictures
Adaptação de: O Quebra-Nozes, O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos
Sinopse: Tudo o que Clara (Mackenzie Foy) quer é uma chave - uma chave única que irá desbloquear uma caixa que tem um presente inestimável. Um fio de ouro, que lhe foi dado na festa anual do seu padrinho, Drosselmeyer (Morgan Freeman), leva-a à tão cobiçada chave, que faz com que rapidamente desapareca para um paralelo e misterioso mundo. É lá que Clara encontra um soldado chamado Phillip (Jayden Fowora-Knight), um grupo de ratos e os regentes que governam os três Reinos: a Terra dos Flocos de Neve, a Terra das Flores e a Terra dos Doces. Clara e Phillip devem enfrentar o sinistro Quarto Reino, lar da tirana Mãe Ruiva (Helen Mirren), para recuperarem a chave de Clara e trazerem de volta a harmonia a este mundo.
                  Eu acho que toda gente sabe o meu amor pela Disney e os filmes produzidos por todo esse ambiente de criancice e esperança. As princesas não são muito a minha onda, a não ser as mais recentes, mas o resto tornam-se os meus filmes favoritos rapidamente. O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos não é exceção, como é óbvio.
                  O filme retrata a história de uma menina, a Clara, que se sente perdida na sua própria vida, na sua própria família. A mãe morreu há pouco tempo e a altura do Natal pesa sempre, como é de imaginar. O pai dá a cada filho um presente que foi destinado pela mãe antes de morrer. À Clara, dá-lhe uma caixa de música que necessita de uma chave, com um recado que dizia "tudo o que precisas está aqui dentro". Entretanto, vai a uma festa de Natal de um familiar, o qual conhecia muito bem a sua mãe. Nessa festa, ele tem o hábito de dar prendas às crianças mas têm de seguir um fio até chegar lá. O fio da Clara leva-a a um novo mundo: o mundo que a mãe criou. Aí percebe que tudo se percebe dependendo da perspetiva que vês as coisas, além de outras coisas. Não vou falar mais, não querendo dar spoilers.
                  O que vou dizer é que apesar de ser tendenciosa sobre o filme, acredito que não seja só a minha opinião de que realmente é uma boa produção. Os gráficos são fantásticos, as animações igualmente, o elenco foi muito bem escolhido e a história não parece ter falhas, a banda sonora encaixa-se perfeitamente em casa momento.
Obviamente, o que me chamou mais à atenção foi, sem dúvida, a história em si. A forma como colocaram mensagens positivas de maneira escondida e subtil, mensagens de coragem e de confiança, de força - o comum num filme da Disney, eu sei, e é por isso mesmo que adoro os filmes. Não é daqueles tipos de filmes que são clichés e te dizem "sê feliz como tu és" de maneira direta e forçada, entendem? Pelo menos, é o que eu penso. Acho que a atriz que faz de Clara, Mackenzie Foy, foi muito importante para retratar tão bem a história porque dá uma camada inocente, doce, mas corajosa e determinada ao mesmo tempo. 
                  Honestamente, eu sinto-me um bocado como a Clara no início do filme - perdida e a sentir-me a mais, não saber o seu lugar. É um sentimento que tenho encontrado muito ao longo da minha vida, talvez seja por isso que tenho um carinho extra especial. Com o desenvolver da história, ela cresce, ela luta por algo que não conhece totalmente mas que acha ser o correto e não sabe bem se vai correr bem, mas tenta na mesma. Acho que as miúdas de todas as gerações estavam a precisar de um filme como este por parte da Disney - uma mulher poderosa. Claro que A Bela e o Monstro (2017) veio ajudar muito o estigma que as mulheres são frágeis e precisam de um homem para se salvar (tal como acontece com as princesas da Disney antigas, daí eu não gostar muito delas), mas este, por ser uma menina mais nova, talvez faça entender tantas outras meninas que a sua voz é ouvida falando alto o suficiente e que são capazes de tudo.

Votação: 
▲◭

E então? O vosso interesse pelo filme despertou? 
Até já, Rainers,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt