☂ primeira semana do nanowrimo.

             Eu estava a pensar em fazer as atualizações de como o evento estava a correr em formato vídeo, mas não consigo mesmo ser livre em frente a uma câmara - não para já, pelo menos. O formato texto é muito mais confortável para mim, então, aqui está ele.
             Para quem não sabe, eu decidi participar no Nanowrimo de 2018. Expliquei tudo num post em que falei como me iria preparar para o evento, se quiserem ler é só carregar aqui. Basicamente consiste em escrever 50.000 palavras no mês de Novembro - no conceito dos criadores, esse é o valor de palavras que um livro tem (apesar de que pode ter mais ou menos).
             Eu decidi continuar a escrever Adjacente, a sequela do meu primeiro livro já escrito e em processos de edição: Evanescente. Ambos encontram-se no meu wattpad se quiserem espreitar. 
             Devo dizer que pouco escrevi em quatro dias: 2.336 palavras. Era suposto já ter escrito 6.668 palavras. No entanto, já fiz mais progresso do que anteriormente, então, não posso totalmente queixar-me. A minha desculpa continuamente foi que estava com o meu namorado e tinha o direito de aproveitar o pouquinho tempo que tinha com ele, ainda assim, devo admitir que não me preparei tão bem quanto devia. O planeamento que fiz foi muito superficial e vago, a próxima semana vai ser dedicada a isso mesmo.

              Comecei quinta feira, dia 1, com um tempinho que tive antes de ir dormir enquanto o meu namorado jogava. Admito que não foi propriamente o sítio nem o tempo ideal para tal porque estava um tanto cansada e a cama só me dava mais sono. Conclui o dia com 621 palavras. 
           Sexta feira (dia 2) foi o dia que escrevi mais dos quatro dias, com 729 palavras escritas enquanto esperava que o meu namorado me viesse buscar para ir ao cinema. Estava entretida a escrever e tive uma ideia um tanto boa para o enredo, daí a animação para continuar. A minha mãe estava a passar a ferro ao meu lado e acho que o facto de ter alguém que, na minha cabeça, penso que me vai manter na linha para fazer o que tenho a fazer ajuda um pouco.
           Sábado (dia 3) foi o dia que escrevi menos, muito menos: foram apenas 338 palavras enquanto editava uma coisas anteriores e escrevi um paragrafo adicional. Eu não sabia mesmo o que escrever, honestamente, e estava tudo menos concentrada porque estava a televisão ligada e dava-me para ir às redes sociais ver coisas aleatórias, ou jogar Candy Crush. A distração foi demasiada, eu sei.
               Domingo (dia 4) foi um dia e tanto em que passei cerca de duas horas a escrever mais umas pequenas cenas, nada muito elaborado mas rendeu-me 649 palavras, um avanço de quase uma página A4. 
            No final, acumulou quatro páginas completas ao livro. Mais avanço do que os últimos meses juntos, sinceramente. Não estou propriamente orgulhosa por não atingir o objetivo das 1.667 palavras diárias, contudo, é bem melhor do que nada. A próxima semana suponho que seja melhor, ou talvez não, mas o que importa é realmente fazer o esforço para continuar e efetivamente, conseguir algo, nem que seja pouquinho. Como costumo dizer, basta um tentar para conseguir.
Até já, Rainers.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta a tua opinião ou algo que gostarias de me dizer!

NÃO SE ESQUEÇAM DE PARTILHAR O POST COM OS VOSSOS AMIGOS/FAMILIARES E COMENTAREM SE GOSTAM E/OU COM IDEIAS PARA COISAS QUE GOSTAVAM DE VER. OBRIGADA POR LEREM!




WOOK - www.wook.pt